O Porto, O Barquinho E A Festa… Um Dia

photo by: Flávia Ruiz

Essa semana eu fui descendo pelas ruas do Porto até a Ribeira, batendo fotos. Uma música indo e vindo na minha cabeça. “O Barquinho”… 

“Dia de luz, festa de sol/E um barquinho a deslizar/No macio azul do mar/Tudo é verão, o amor se faz/Num barquinho pelo mar/Desliza sem parar…”

Se você é brasileiro e carioca, como eu, essa música é mais do que familiar. É parte do inconsciente coletivo, praticamente. E ela veio pra mim, naquele momento. É início da primavera aqui. Primavera mesmo.

photo by: Flávia Ruiz

Aqui as estações mudam. Dramaticamente, concretamente, pra todos os seus sentidos notarem. A luz é outra, a temperatura sobe de repente, as flores explodem por todo lado, as borboletas e abelhas aparecem, o pólen passa voando – às vezes um aqui, outro ali; às vezes em “nuvens” tão grandes e densas que já me fizeram correr na direção oposta, porque, né, alergia – e um certo quê de irracionalidade ridícula que faz parte desta pessoa aqui, em algumas situações da vida…

Ah… A primavera, a promessa do verão depois de um longo e tortuoso inverno. A festa. Tudo é festa. Segundo o Barquinho. É?… É mesmo? Parece ser. Deveria ser. Eu tento, mais preciso do que tento, crer que seja. Eu desço as ladeiras, respirando com algum esforço, por baixo da máscara, clic, clic, clic.

photo by: Flávia Ruiz

A gaivota que passa está em festa, a boneca-moça na janela está em festa, as árvores estão em festa. O barquinho, ali no Douro… O barquinho está em festa.

Eu?… Eu tento. Não acontece. Não sei mais como. Mas vou. Um dia. Um dia, de alguma forma, vou estar em festa. Um dia, quando tudo é verão e o amor se faz. Um dia.

One Reply to “O Porto, O Barquinho E A Festa… Um Dia”

  1. Poético, com uma ponta de melancolia…
    Fotos lindas !
    A música ideal para o Clic à beira do cais…
    Aplausos…..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *